Integridade e Compliance: relação e vantagens para sua empresa

22

Jun

Quando se fala em Compliance, nem sempre se tem a noção do quanto esse conceito envolve. Mais que isso, não se imagina os benefícios que um sistema de integridade e Compliance podem gerar para uma organização.

Normalmente, quando se fala em Compliance se associa direto a um canal de denúncias. No entanto, esse recurso é só uma pequena parte de todo o potencial de um sistema Compliance.

Há também uma certa confusão entre programa de integridade e sistema de compliance. Apesar de estarem fortemente ligados, não são a mesma coisa.

Para esclarecer tudo isso e mostrar a você a importância e os benefícios de um sistema de Compliance, criamos este artigo. Esses são nossos tópicos seguintes.

Integridade e Compliance: relação e diferenças

Para facilitar, pense da seguinte forma: o Compliance já existia antes do conceito “integridade”. Este último entrou em cena a partir da Lei Anticorrupção, de 2013. Integridade está ligada também a expressões como ética e transparência.

O Compliance é que norteia para o cumprimento de leis, normas e regras internas, assim como as de órgãos reguladores. A integridade faz parte das responsabilidades do Compliance.

Visualize o Compliance como um guarda-chuva, abrigando diversas subáreas, uma delas, a integridade.

As vantagens de um sistema de Compliance

Implementar um sistema de Compliance coloca as organizações em outro patamar no meio corporativo.

Com uma efetiva gestão de Compliance se garante aspectos como:

  • conformidade com exigências legais, de clientes privados e públicos e segurança jurídica: um dos aspectos mais significativos e importantes é a segurança jurídica que o Compliance proporciona às organizações. Uma vez que as transações são pautadas em cima de normas e regras da legislação, isso minimiza bastante os riscos de demandas judiciais, processos administrativos e riscos de multas;
  • habilitação em licitações e disputas de novas contratações ou manutenção de contratos já existentes: muitas mudanças ocorreram a partir da lei 13.303/2016, conhecida como Nova Lei das Estatais. Desde então, as relações da Administração Pública Indireta com as empresas necessitam de uma política de integridade nas transações;
  • gestão de riscos: a implementação e gestão do sistema de Compliance consegue assegurar um maior controle nos processos, sendo capaz de mitigar os riscos e conseguir desenvolver práticas mais transparentes;
  • adesão ao canal de denúncias: um dos grandes trunfos dos sistemas de Compliance é o canal de denúncias, uma ferramenta essencial no combate às más práticas administrativas e irregularidades. Com esse recurso se consegue uma boa adesão de informantes, principalmente pela garantia do anonimato;
  • treinamento de colaboradores e parceiros: para a implementação efetiva do sistema de Compliance é necessário que os colaboradores entendem a importância tanto das regras internas quanto externas. Além disso, é preciso que estejam alinhados com os objetivos da empresa. Por isso, um bom sistema de Compliance possibilita o treinamento desses colaboradores, por meio de cursos, direto na plataforma.

Quer implementar um sistema de Compliance na sua empresa?

Implementar um sistema de Compliance e integridade em sua empresa [e muito simples. Você pode contar com quem tem a expertise necessária para dar toda a consultoria e assessoria necessária sobre isso. Além é, claro de ter a solução para sua empresa.

Falamos de Aintegridade, a plataforma que automatiza a ética e a conformidade prevista na lei anticorrupção e que se adapta às suas necessidades de integridade e Compliance.

Se a sua empresa ainda não tem a função de Compliance incorporada, é hora de falar com o time Aintegridade e viabilizar esse processo.

Tem algum comentário, dúvida ou sugestão com relação ao tema do post de hoje? O espaço dos comentários é seu!


SEM COMENTÁRIOS

Sem Comentários


Deixe um Comentário